OS TRAVA-LÍNGUAS CONSTITUEM UM RECURSO DIDÁTICO/PEDAGÓGICO NO DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM…!

 

Os trava-línguas pertencem ao património da literatura tradicional portuguesa, que é diversificado. O jardim de infância é, certamente, o local onde mais frequentemente se ouve este tipo de texto.

O desenvolvimento da linguagem nas crianças (tanto ao nível da dicção, da pronuncia e do alargamento do vocabulário) é uma preocupação dos educadores de infância. Ajudar uma criança a expressar-se correctamente é um bom trabalho propedêutico para o sucesso na aprendizagem da leitura e da escrita.

Não será pela riqueza literária que os trava-línguas podem ser uma mais valia na aprendizagem das crianças, mas a sua musicalidade e os entraves que originam uma pronunciação correcta provocam momentos de boa disposição nas crianças, incitando-as a fazerem tentativas e mais tentativas até conseguirem dizê-los na perfeição, além de contribuírem para o desenvolvimento da memória. Normalmente, os trava-línguas são textos curtos, muito ritmados e contêm sons que se repetem, o que faz justiça ao seu próprio nome. Podem ser aproveitados para corrigir a pronúncia de palavras e de certos sons mais difíceis para as crianças. São muitos os trava-línguas existentes, mas o educador é livre de criar pequenos textos melodiosos, intencionalmente concebidos para alguns casos específicos, que ajudarão a criança a expressar-se com clareza e correcção de uma forma fácil e divertida.

 

Exemplos de trava-línguas para ajudar a pronunciar palavras com duas consoantes seguidas:

 

           O prato preto caiu

                             Da prateleira prateada….!

                             Onde está o prato preto?

                             Agora, a prateleira prateada

                             Não tem prato, não tem nada.

__________________________________________________________

 

         O Francisco quer comer

                                          Frango frito com framboesa.                                      

                                          - Francisco, comes só o frango frito!        

                                          A framboesa é a sobremesa!

 

_________________________________________________________________

 

       A Clarinha sabe tocar clarinete

                                            O Cláudio toca clavas e a Clarisse o trompete.

                                            Com uma orquestra tão bonita,

                                            Mais nenhum tocar se mete.

___________________________________________________

 

       A zebra é preta e branca?

                                       Ou será que é branca e preta?

 

                                       Se fosse só preta não era branca.

                                       Se fosse só branca não era preta.

                                       É preta e branca…

                                       Ou branca e preta!

______________________________________________________

 

E para terminar, ora leiam lá depressinha:

 

Era uma vez um caçador,
furunfunfor, triunfunfor, misericuntor;
E foi à caça,
furunfunfaça, triunfunfaça, misericuntaça;
E caçou um coelho,
furunfunfelho, triunfunfelho, misericuntelho;
E levou-o a uma velha,
furunfunfelha, triunfunfelha, misericuntelha.

publicado por pequeninosdodeu-la-deu às 09:09