Esta história, elaborada a partir da técnica do amachuca-amachuca, foi produzida pelos meninos do grupo 2, da EB1/JI de Mazedo.

Ficou deliciosa!

 

Era uma vez um papagaio verde de bico amarelo, que morava numa árvore chamada Joana que dava uns frutos com um sabor apimentado, doce e muito saboroso que se chamava joabanana. Este papagaio tinha um amigo que se chamava Dinopteranodonte, que gostava muito de pescar peixes com o seu bico e de voar para terras distantes. Quando ia para longe levava o papagaio no seu dorso para irem mais depressa. Um dia, quando passavam por cima da selva Africana viram uma girafa a comer folhas das árvores e um elefante brincalhão a dar um banho de chuveiro à girafa que quando sentia a água no seu pelo abanava-se para a sacudir e dava pequenos saltinhos de felicidade. O Dinopteranodonte e o papagaio continuaram o seu caminho e passaram muito perto do sol que quase os queimava, então fugiram dali muito depressa e bateram numa nuvem que estava cheiinha de gotinhas de água. Apanharam um susto tão grande que resolveram ir para a selva, porque lá encontravam comida, água, sol chuva, vento, sombra, um sítio para dormirem e brincarem. Conheceram um leão, um elefante, uma zebra, hipopótamos e outros animais.

No inicio os animais da selva ficaram um pouco assustados, mas depois viram que o Dinopteranodonte e o papagaio estavam tristes e só queriam brincar e ter amigos, amor, carinho, beijinhos, abraços, alegria e ser felizes. Passado algum tempo ficaram amigos e resolveram fazer uma festa com todos os animais da selva para darem as boas vindas ao Dinopteranodonte e ao papagaio.

Na festa houve balões, muita alegria, bolinhos de chocolate, um bolo cheio de pintarolas e para sobremesa uma salada de ervas e frutas.

O Dinopteranodonte e o papagaio resolveram ficar na selva para sempre, pois eram muito felizes com os seus novos amigos.

publicado por pequeninosdodeu-la-deu às 14:00